terça-feira, 18 de agosto de 2009

Volta às aulas

De volta às aulas, desta vez em um degrau acima, comecei a busca pela minah sala de aula.

Minha grade dizia: TJA314.

- Beleza. Bloco A sala número 314. Vamos lá, uhul. 308, 310, 311, 311A, 312...cadê a porra da 314? Hum deve ser naquele corredor ali. 308 de novo? 310... 312.. 314. Achei.

Percebo uma certa conversa em sala de aula que não é muito comum em sala de calouros mas dexei pra lá imaginango que seriam repetentes. A professora começa a se apresentar, diz que é pernanbucana e complementa dizendo que já conhecia 70% da sala.

"Animais, repetiram quimica geral!".

E começa a aula. Uma linguagem bizarra se desenvolve nos lábios daquela que se diz a mestra. Percebo que estava na aula errada.

"Mas que porra... vou sair de fininho..."

Preso pelo gongo. Um cara larga um lista pra galera colocar e-mail, que também serviria de chamada. Pego a caneta, finjo que assino e passo adiante.

"Merda...agora vou deixar passar 5 minutinhos pra disfarçar e vou ralar..."

Daqui a pouco ela começa a aula pra valer (tinham se passado uns 20 minutos da minha aula já) e ela começa a perguntar coisas de semestre passado pro pessoal. Começou a se aproximar da minha pessoa e num súbito momento de lucidez escapei daquele inferno.

"Puta que me pariu! Onde fica a merda da minha sala?!"

Vi que várias pessoas se encontravam perdidas naquele inferno mal sinalizado que é a UVA, pedi informação (tosca, por sinal) e segui na direção dita.

"Hummm TJA314A...314A?! Ah deve ser essa porra mermo, não tem nada parecido por perto!"

Entro, sento no meio da sala, olho pro quadro e leio: "Fisica I"

"Ahhhhhhhhhhhh!!! Não acredito!! Puta quiu pariu, não vou levantar não!... Mas será que o professor de quimica já tá dando matéria? Eu sou um pedaço de merda em química... não era bom eu matar não... Vou levantar e..."

- Aí brother, toma a chamada.

"Caralhooo!!!"

Fingi que assinei novamente e me vi preso na aula. O professor era maneiro e a curiosidade de assistir àquela aula tava grande.

Só sei que assisti à aula toda e entendi 90% dela. O único momento de tensão foi no final quando o professor foi conferir a chamada. Torci pra que ele não contasse os e-mails e comparasse com as pessoas que tavam lá.

Mas daí em diante correu tudo bem e assisti à aula de CVGA com minha turma de origem e aturei aula de vetores até as 22h30.



"O que Deus não criou, o engenheiro civil constrói"

Um comentário:

Léo disse...

garnde e fedorento CVGA... bons tempos...


Porra, tu é mó mulão mermo heim??!
hauhauhauhauhaua!!



Acredita que até hoje não tive a dignidade de fazer quimica??!